Engenhar ideias, produzir soluções!

Category : Conteúdo

Gestão por Processos

Certamente você já ouviu falar sobre processos em algum momento da sua vida. Toda empresa possui diversos processos para alcançar seus objetivos e resultados finais. Segundo o guia PMBOK – 4ª edição, um processo é um conjunto de ações e atividades inter-relacionadas, que são executadas para alcançar um produto, resultado ou serviço predefinido. Cada processo é caracterizado por suas entradas, as ferramentas e as técnicas que podem ser aplicadas e as saídas resultantes.

Bom, entendemos bem o que é um processo. Mas o que seria a Gestão por Processos? Quais são os benefícios desse método? Por que toda empresa deveria implementar em sua gestão? Vamos falar sobre isso agora mesmo!

Na prática, esse método tem como objetivo inicial compreender os processos que agregam valor na visão de futuro da empresa e em sua estratégia organizacional, modelá-los com vistas nas oportunidades de melhorias e padronizá-los por meio da descrição de como o processo deve ser executado a partir de documentos padrões (um modelo amplamente utilizado é o POP – Procedimento Operacional Padrão). A partir dos processos mapeados, definem-se indicadores de desempenho dos processos para que os mesmos passem a ser monitorados de forma a mensurar o alcance dos resultados dos mesmos. A partir dos resultados dos indicadores e também das possibilidades de melhoria no sistema de trabalho observadas pelos próprios colaboradores, os processos são aprimorados continuamente para alcançar melhores resultados.

Em suma, a gestão por processos é uma forma de gerenciar os processos de uma organização para que os mesmos aconteçam da melhor maneira possível e a cada vez melhor. Nesse tipo de estrutura gerencial todos os membros da organização possuem uma visão de dono de suas atividades, e tem suas funções bem definidas, garantindo uma maior eficiência e eficácia no dia a dia empresarial. O foco de toda a empresa se torna a satisfação dos clientes e os resultados almejados.

Alguns Benefícios da Gestão por Processos:

  • Alinhamento entre estratégia e operação
  • Mais qualidade no produto e/ou serviço
  • Visão sistêmica dos processos
  • Simplificação dos processos
  • Melhor aproveitamento dos recursos da empresa
  • Agilidade na tomada de decisão e solução de problemas
  • Gestão do conhecimento
  • Melhoria contínua

Quer aumentar a satisfação dos seus clientes? Aplique a Gestão por Processos e potencialize seus resultados!

Texto em 22/05/2017
Escrito por Christina Magalhães
Diretora de Qualidade da Gestão 2016.2

O que é o 5S e qual a sua importância?

O 5S é um método para criar um local de trabalho limpo e ordenado que ajuda a identificar desperdício e erros. Ele se resume na seguinte frase: “um lugar para tudo, e tudo em seu lugar”.

Alguns exemplos de desperdícios a serem identificados e eliminados incluem:

  • Superprodução produzindo fora das exigências dos clientes;
  • Inventário exploração ou compra de materiais em excesso;
  • Transporte manuseio desnecessário;
  • Espera – atrasos ou tempo ocioso;
  • Movimento ações de pessoas que não agregam valor;
  • Processamento excessivo – etapas de processamento desnecessárias;
  • Correção – produzindo sucata ou peças que exigem retrabalho;
  • Não utilização de recursos humanos – não implementar as idéias / sugestões dos funcionários.

Por que o 5S é importante?
Para entender por que a metodologia 5s é importante, deve-se primeiro entender seus benefícios. Assim como todos os sistemas de Manufatura Enxuta, esse método ajuda a eliminar desperdícios, agilizar a produção e otimizar a eficiência. Quando uma organização incorpora o 5S, é feito um compromisso colocando segurança, organização e eficácia como pontos prioritários. O resultado final é o cuidado dos ambientes, equipamentos, materiais, métodos, medidas, e, principalmente, pessoas.
Com o 5S, os problemas dentro dos processos da sua empresa se tornam, imediatamente, óbvios. Componentes que começam a empilhar em áreas nas quais não deveriam estar, estantes vazias e outros aspectos visuais com a implementação do 5S, rapidamente mostram, exatamente, onde os problemas estão ocorrendo.

Os principais benefícios do 5S incluem:
Menos Resíduos (Eficiência Melhorada);
Espaço reduzido usado para armazenamento;
Manutenção Melhorada;
Segurança Melhorada;
Colaboradores melhores e mais empenhados;
Qualidade melhorada.

Quais os desafios?
Existem vários desafios para implementar e manter 5S. Começar pequeno e manter o apoio da gerência durante todo o processo é a chave para o sucesso. Garantir que os funcionários tenham o conhecimento e os recursos necessários, também contribui para o sucesso global da implementação do 5S.

Entre em contato conosco para obter mais informações sobre a implementação ou melhoria 5s em sua empresa!

Texto em 10/05/2017
Escrito por Nathália Zandomingo
Membro do Conselho

Tem receio de contratar uma empresa júnior? As grandes não!

Uma empresa formada por estudantes que ainda não formaram terá capacidade de executar projetos de qualidade? Bom, as grandes empresas acreditam que sim.

Em 2010 a Natura contratou o serviço de uma empresa júnior com o objetivo de encontrar novos métodos para treinar as consultoras da marca à distância, a fim de aumentar a eficiência do sistema e aproximar as profissionais da empresa.

A Natura acreditava que o trabalho dos estudantes seria um bom meio para se obter inovações. E como seria diferente?

Os novos entrantes do mercado estão com a cabeça fresca, cheios de conhecimento e ansiosos por aplicarem tudo o que vêm aprendendo. Além disso, todos os projetos contam com a orientação de professores, o que garante um respaldo teórico mais forte.

E qual foi o resultado? Diversas mídias foram mapeadas, de jornais e revistas até rádio e internet. Dessas, 16 eram mídias sociais. O feedback do cliente foi 100% satisfatório e o projeto foi colocado em prática.

Mas a ideia de apoio ao movimento que promete mudar o Brasil não é de exclusividade da Natura. A farmacêutica Stiefel/GSK contou com os juniores para um projeto de otimização e revisão de processos da área comercial, de marketing e vendas. E também tiveram grande satisfação.

Segundo o gerente de administração e vendas da empresa, não é apenas o preço abaixo do mercado que justifica a escolha por uma júnior, “O valor cobrado não é relevante, mas sim a postura e o jogo de cintura dos juniores. Esses fatores devem compensar a pouca experiência profissional”.

P&G, Petrobras, Gerdau, Embrapa, Unimed e Ambev também foram algumas que compraram a ideia.

A Ambev, inclusive, acredita tanto no movimento empresa júnior que junto com Caixa Seguradora, Globo, Raízen, Votorantim e Yara se tornou parceira do MEJ. Em 2015 a empresa ainda lançou um processo seletivo de estágio exclusivo para os empresários juniores. Nesse ano de 2017 foi a vez da Kraft Heinz seguir o modelo.

Com tantos projetos de sucesso não é surpresa que o movimento esteja crescendo. O Brasil conta com mais de 1,2 mil empresas juniores espalhadas pelo país. E, entre projetos e consultorias realizados, as empresas juniores movimentaram mais de R$ 11 milhões em 2016.

Criou um pouco de confiança? Aposta em nosso trabalho, de 14 anos de mercado!

 

Fontes:

http://oglobo.globo.com/economia/dilma-sanciona-lei-que-regulamenta-empresas-juniores-19033038#ixzz4B8N9uU88
http://epocanegocios.globo.com/Revista/Common/0,,ERT250549-16355,00.html
http://exame.abril.com.br/revista-exame-pme/edicoes/46/noticias/conselhos-que-cabem-no-orcamento

 

Texto em 01/05/2016
Escrito por Laís Borges Nascimento
Gerente de Relações Públicas – Gestão 2015/2016

Adaptado por Gustavo Henrique Ribeiro Pinto
Diretor de Relações Públicas – Gestão 2017

No que exatamente consiste um Projeto de Simulação?

O projeto de “Simulação da Produção” oferece a possibilidade de representar complexos sistemas produtivos, comparar projetos alternativos, mensurar os efeitos de diferentes políticas sobre o desempenho do sistema, formar as competências necessárias onde o conhecimento atual não é suficiente e desenvolver espírito crítico em decisões importantes que poderão impactar em muitos aspectos da empresa.

Tudo isso é possível pois utilizamos softwares modernos que simulam a realidade e possibilitam que a empresa ou a loja do cliente não precise parar de funcionar para testarmos as melhores opções. Esses softwares trazem, como resultado, a análise de diferentes cenários e simulações dos processos produtivos.

Assim, é possível determinar gargalos, melhorar a condição de operação, visualizar o tamanho de filas, ocupação de recursos e verificar qual o comportamento do sistema como um todo.

Dessa forma, simular a realidade e analisar as melhores alternativas para a sua empresa, fará com que ela se torne muito mais competitiva perante os concorrentes, possibilitará processos mais eficientes e de alta produtividade, redução do tempo de entrega e dos custos operacionais e aumento de lucro através de operações melhoradas.

O projeto de Simulação da Produção é uma poderosa ferramenta para a o apoio à tomada de decisões principalmente para gestores que querem investir o seu capital da forma mais segura e assertiva possível. Ele também é aplicável para sistemas de manufaturas, transportes, comunicação, finanças, turismo, saúde, entre outros.

 

Texto em 24/04/2017
Escrito por Bruna Ferreira Pissolati
Diretora de Marketing – Gestão 2017

Você conhece os custos relacionados ao seu produto?

A carência de sistemas de contabilidade de custos nas empresas nos dias de hoje incapacita os gestores de apresentar decisões precisas para a tomada de decisão. É notável a vantagem competitiva de uma empresa que conhece os custos embutidos em seu produto, desde a compra da matéria prima até a expedição do mesmo. Isso porque, com o mercado cada vez mais acirrado, o conhecê-los se faz uma ferramenta essencial para a tomada de decisões, como o aumento dos preços do produto no mercado, ou investimento em alteração em processos de fabricação muito dispendiosos.

É preciso lembrar ainda que o maior objetivo de qualquer negócio é o lucro. Entretanto, para que isso aconteça de forma precisa e correta é necessário precificar estrategicamente e assim obter a remuneração justa sobre o capital investido, maximizando seu lucro.

Quais são os custos do meu produto?

Os custos embutidos em um produto compreendem um pouco mais do que puramente aqueles despendidos com matéria prima para a sua produção. O desconhecimento disso pode fazer com que sejam vendidos produtos a preços injustos tanto para o comerciante, quanto para o consumidor. De qualquer forma, existe uma grande oportunidade a ser explorada e transformada em vantagem competitiva, se conhecido bem os custos que integram seu produto.

Muitos gestores não sabem, mas ao precificar seu item no mercado, ele deve levar em consideração o quanto dispendeu para disponibilizá-lo ao cliente. Dentre alguns custos que o compões pode-se citar:

  • Matéria-prima
  • Mão de Obra
  • Máquinas
  • Impostos sobre vendas
  • Margem de contribuição

Para identificar a porcentagem de cada um desses pontos no produto são utilizados métodos de custeio, que visam rateá-los, distribuindo justamente o dispêndio total nas unidades produzidas.

Vantagens de um projeto de análise de custos

É fácil identificar os benefícios de realizar um projeto desta temática, entretanto é importante destacar alguns deles:

  • Identificar possíveis melhorias na distribuição de recursos da empresa;
  • Definição de preços condizente com custos, despesas e lucros desejados;
  • Cálculo do ponto de equilíbrio do negócio, levando em conta o lucro esperado;
  • Consequente maior organização das finanças empresariais;
  • Maior poder na tomada de decisão.

Depois de ler isso, você percebeu que ainda não leva em consideração os custos reais do seu produto na tomada de decisão? Não possui um método de rateio dos mesmos para seus produtos? Não perca tempo, se quer compreendê-los melhor, entre em contato com a Soluções Consultoria! O diagnóstico é gratuito!

Texto em 10/04/2017
Escrito por Gabriel Nunes Fonseca Lima e Silva
Gerente de Marketing

Garanta o sucesso do seu negócio com um Projeto de Fábrica

Anda pensando em começar a produzir algo e não sabe por onde começar? Se o seu sonho é esse, podemos começar a falar de Projeto de Fábrica. Mas afinal, o que é Projeto de Fábrica?

O termo “Projeto de Fábrica” se refere ao projeto das instalações fabris, levando em conta aspectos de aquisição de capital, projeto do produto, tamanho da planta, localização da fábrica e layout. A importância em iniciar um empreendimento a partir de um projeto, está na necessidade de planejamento que, mesmo os pequenos negócios demandam. Só se é possível obter os melhores resultados a partir de um plano que define ordem e critérios de decisão os mais acertados possíveis.

Se planejar ou trabalhar com projetos definidos, evita prováveis futuros retrabalhos. Retrabalho, como o próprio nome já diz, é fazer algo novamente e isso, em grande parte das vezes, significa mais tempo e mais dinheiro. E quem é que quer gastar duas vezes? Ninguém, não é mesmo? Então vamos começar falando um pouco sobre cada etapa que deve ser seguida, até que o tão sonhado empreendimento tome forma. Vamos considerar que o produto a ser confeccionado já está definido, tudo bem?

Análise de Localização

Deve-se atentar à macro e microlocalização. Macrolocalização é de aspecto mais amplo, em que pode ser definido por razões econômicas e técnicas, considerando fatores como por exemplo: condições de mercado, disponibilidade de matéria prima e mão de obra qualificada, custos com transporte, condições climáticas, facilidade de acesso etc. Para a definição da microlocalização, é necessário que antes, se tenha definido a macrolocalização. A microlocalização é o local exato a ser instalada a indústria e devem ser considerados fatores locacionais como: condições físicas do terreno, facilidade de acesso local, disponibilidade de recursos etc. Lembrando que o custo é fator fundamental em ambas decisões.

Dimensionamento do Processo Produtivo

Para a realização do dimensionamento do processo produtivo, deve-se iniciar com a capacidade desejada de produção. Essa capacidade significa o quanto se quer produzir e está diretamente relacionada ao quanto se pode vender. Sendo assim, para chegar a tal valor, é necessário que antes, sejam feitas análises mercadológicas a fim de dimensionar o público alvo e o marketshare possível de ser alcançado, e que esteja alinhado com a estratégia de expansão da empresa.

Obtido o valor da capacidade desejada, então deverão ser levantadas as possíveis formas de manufatura do produto em questão, alinhando sempre à estratégia da empresa. Você deve estar se perguntando o que o processo tem a ver com a estratégia, certo? Para exemplificar, temos as estratégias de inovação. Se uma empresa tem como objetivo desenvolver sempre novos produtos, ela não pode planejar um processo produtivo engessado, que sirva apenas para uma fabricação em específica. Então é por isso que é sempre importante, em qualquer etapa do projeto, estar consultando a estratégia.

Chegando-se a um processo definido, parte-se para a etapa de dimensionamento em si, que consiste em, através de cálculos e considerações, chegar a valores relacionados à quantidade de equipamentos e pessoas necessários à operação daquela planta industrial.

Arranjo Físico

É definido como o estudo do posicionamento relativo dos recursos produtivos homem, máquina e materiais, visando tornar mais fácil e suave o movimento de trabalho através do sistema – fluxo de pessoas e materiais. Para alcançar o melhor resultado, deve-se priorizar a disposição mais racional e econômica possível das áreas que compõem a produção e procurar sempre criar elementos que garantem a segurança, eficiência e satisfação de todos os colaboradores.

Dentro do arranjo físico, existem alguns fatores que influenciam de forma direta na decisão do layout, como: decisões estratégicas, características do produto a ser confeccionado, características do processo produtivo a ser utilizado, quantidade a ser produzida, meio de transporte interno definido, manutenção dos equipamentos, aspectos ambientais e de segurança e por fim, a otimização dos esforços.

Finalizando

Definidos todos os itens acima citados, é hora de colocar as mãos à obra! Dar entrada na papelada de abertura de empresa, encaminhar a planta desenhada para os responsáveis pela construção, realizar as compras necessárias, direcionar o pessoal do RH e no fim de tudo, comemorar o sucesso do projeto!

 

Texto em 27/03/2017
Escrito por Andressa Mara Galvão Nunes
Presidente do Conselho

 

Quer testar alguma ideia inovadora e tirá-la do papel? É com a Soluções!

O Projeto de máquina visa concretizar uma ideia colocando a no papel e oferecendo insumos necessários para sua fabricação. A partir de uma ideia de funcionamento é feito um estudo de viabilidade técnica seguido da modelagem e dimensionamento. São elaborados desenhos 2D/3D com as especificações necessárias da máquina e insumos suficientes para fabricá-la como a seleção de materiais.

Por que um Projeto Mecânico é importante?
-Para criar um novo objeto, peça ou uma invenção no mercado.
-Aumentar a produtividade com um maquinário novo ou melhorado.

Além da inovação oferecemos também a elaboração de desenhos 2D/3D de componentes mecânicos já existentes com o intuito de facilitar a compreensão das peças e possibilitar a fabricação das mesmas. Então, se você quer ver a sua ideia funcionando ou precisa de desenhos técnicos com preços abaixo do mercado, não perca tempo! Entre em contato com a Soluções.

Texto em 24/02/2017
Escrito por Geovani Francisco de Souza
Gerente Comercial

Tem uma ideia de negócio? Conheça a Engenharia Econômica

A Engenharia Econômica pode ser definida como a aplicação sistemática da análise econômica às soluções propostas para problemas de engenharia. Ela fornece métodos pautados na análise econômica que auxiliam na tomada de decisão de forma a reduzir custos e/ou maximizar benefícios para alguma organização.

A vantagem de uma análise econômica sobre uma análise puramente contábil é que a primeira leva em consideração conceitos como o valor do dinheiro no tempo e o custo de oportunidade de uma empresa, produzindo resultados mais coerentes.

A Engenharia Econômica também emprega técnicas mais sofisticadas, como o Valor Presente Líquido (VPL) e o payback descontado.

O conhecimento desta área é especialmente importante na hora de se realizar um Estudo de Viabilidade, pois promove uma redução de riscos e incertezas além de proporcionar um conhecimento no tempo de retorno dos investimentos e na estrutura de custos e despesas, que podem ser cruciais para algumas decisões, tais como:

  • Decisões “make or buy: algumas empresas precisam decidir entre comprar certa peça ou fabricá-la em suas dependências. Para isso, é necessário, por exemplo, ter noções de payback e custos envolvidos na produção;
  • Decisões de investimento: para avaliar investimentos usam-se, entre outros, os conceitos de taxa de retorno;
  • Comparações de alternativas: há diferentes métodos para analisar e decidir entre projetos, por exemplo;
  • Aquisição de equipamentos: ao decidir comprar ou não equipamentos, é útil saber não somente o preço, mas as taxas de depreciação dos produtos considerados;

 

Portanto se deseja avaliar com mais precisão os custos e benefícios de um projeto, reduzir os riscos na hora de investir ou alocar melhor os recursos de sua empresa, não hesite! Entre em contato com a Soluções Consultoria

Texto em 11/02/2017
Escrito por Gustavo Ladeira Guerra
Gerente de Relações Públicas

Como manter o padrão de qualidade no sistema de franquias

O sistema de franquias se faz cada vez mais presente no Brasil e no mundo. Este modelo de negócio define-se pela existência de um contrato entre o franqueador – empresa que detém uma marca ou patente – e os franqueados – empresas com direito ao uso e exploração comercial de uma marca ou patente -. A reprodução do modelo de uma franquia baseia-se na orientação do franqueador para o franqueado a fim de manter o padrão da unidade sede.

Quem nunca foi a um restaurante, se encantou com o serviço prestado, e falou sobre isso por um bom tempo? Hoje, mais do que nunca, divulgar a satisfação ou insatisfação como cliente para dezenas, centenas ou milhares de pessoas ficou muito mais fácil através das redes sociais. E essa facilidade e velocidade com que as informações alcançam inúmeras pessoas requer atenção, visto que é comum para os consumidores vincularem problemas vivenciados em um estabelecimento à marca relacionada. Portanto, satisfazer às expectativas dos clientes em todo e qualquer momento ou local se tornou um compromisso de qualquer negócio!

Para o franqueador, repassar a forma de operação da franquia garantindo o padrão esperado é um grande desafio! A única maneira de garantir que os funcionários que exercem a mesma função irão executar as atividades da mesma forma, é tendo os processos minuciosamente detalhados. Caso uma unidade seja muito discrepante da outra, o cliente poderá se frustrar se a próxima relação com a organização não atender sua expectativa. A padronização dos processos surge como a solução para que o cliente tenha a mesma experiência com o produto e/ou serviço, independente da unidade que ele estiver ou do período de atendimento.

Mas o que é a padronização de processos?

A padronização é uma técnica que visa reduzir a variabilidade dos processos de trabalho sem prejudicar a flexibilidade dos mesmos. É caracterizada por definir um passo a passo de cada processo com base nas necessidades dos clientes, com a melhor alocação dos recursos e com a menor variação possível. O segredo são os documentos de procedimentos padrões que definem o melhor fluxo de trabalho possível e forma de execução para atender o consumidor, que posteriormente podem ser repassadas através de treinamentos para qualquer pessoa. Em muitos casos a leitura dos documentos elaborados por si só é capaz de transmitir as informações necessárias para a correta execução de uma atividade.

Quais são seus benefícios para as franquias?

  • Uniformiza o atendimento
  • Melhora a operação geral da rede
  • Facilita a venda de franquias
  • Promove uma maior integração das unidades
  • Controla e diminui custos para o franqueador e franqueados
  • Garante o foco no negócio
  • Garante a identidade da marca
  • Melhora a alocação dos recursos (equipamentos, materiais e equipe)
  • Facilita o treinamento e contratação da equipe
  • Garante a qualidade dos produtos/serviços
  • Possibilita um maior controle dos processos
  • Possibilita a melhoria contínua dos processos
  • Aumenta a produtividade e lucratividade

A padronização da operação de uma franquia é fundamental para preservar a marca, o conceito do negócio e a proposta de valor. Padronizar é definir o melhor procedimento, treinar pessoas, registrar o padrão, assegurar-se de que a execução está de acordo com o que foi planejado e ainda garantir que as melhorias de um processo sejam adequadamente atualizadas. E aí, como em uma boa partida de futebol, é só chutar para o gol e correr para o abraço, certo de que a marca terá a mesma “cara” em qualquer lugar.

Pronto para padronizar os serviços oferecidos pela sua empresa? Entre em contato com a Soluções!

Texto em 21/12/2016
Escrito por Christina Perpétuo Magalhães
Diretora de Qualidade